As mais comentadas

Procura-se: assassinos de turista argentino

Publicado por Site da Segurança

Na madrugada deste sábado (01/04) a Policia Militar anunciou a prisão de um dos suspeitos de participar do espancamento que levou o turista argentino Matias Sebástian Carena, de 28 anos, após uma briga em um bar de Ipanema, na Zona Sul do Rio. De acordo com as informações do 14°BPM (Bangu), o batalhão obteve informações sobre o paradeiro de Pedro Henrique Marciano, o PH, através de informações do Disque Denúncia.

O suspeito foi encontrado escondido na Rua Tamburil, que fica na comunidade da Coréia, no bairro de Senador Camará, Zona Oeste do Rio. PH foi encaminhados pelos policiais para à 34ª DP, onde foi registrada a ocorrência.

O delegado responsável pelo caso, Rodrigo Brand, da Divisão de Homicídios, afirma não ter dúvidas de que o grupo formado por quatro brasileiros, Júlio Cesar Oliveira Godinho, Valterson Ferreira Cantuária, Thiago Noroes Lessa Silva e Pedro Henrique Marciano, tinham a intenção de matar o turista. Os quatro tiveram a prisão temporária decretada. Após a prisão de PH, os outros três permanecem foragidos.

De acordo com a polícia, Valternson Ferreira Cantuária, o Toddy Cantuária, ex-integrante do grupo de pagode Karametade fugiu para Madrid, na Espanha, poucas horas após a morte de Matias. Toddy teria sido o homem que dá o soco que derruba o turista. A Polícia Civil já acionou a Interpol que está atrás do suspeito.

Relembre o caso

O turista argentino Matias Sebastian Carena, de 28 anos, morreu na madrugada do último sábado (24), após se envolver em uma briga de bar na Rua Vinicius de Moraes, em Ipanema, zona sul do Rio de Janeiro. As imagens das câmeras de segurança do local mostram o momento em que o turista leva um soco e caí, desacordado, batendo com a cabeça em um degrau. Mesmo no chão, o grupo de brasileiros continuou agredindo Matias, inclusive com golpes de muletas.

Fonte: Jornal do Brasil

Sobre o autor

Site da Segurança

Informação para sua proteção!

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.