As mais comentadas

Guerra entre facções na Cidade Alta

Publicado por Site da Segurança

Moradores da Cidade Alta, em Cordovil, viveram cerca de quatro horas de pânico por conta de um intenso tiroteio na comunidade, na manhã do sábado, dia 18/02. Três pessoas morreram e pelo menos outras três ficaram feridas a tiros.

Das vítimas fatais, dois tinham 41 anose eram moradores da comunidade. Eles foram identificados pela polícia como Anísio Alves e João Paulo de Oliveira. O outro seria um traficante.

Alves saía para trabalhar, em uma distribuidora de água, quando foi baleado na perna. O projétil atingiu a veia femoral e o ele acabou morrendo. Já João Paulo estava dentro de casa e abriu a janela para filmar a movimentação dos criminosos quando foi atingido pelos traficantes.

Artur Felomeno de Magalhães, de 72 anos, Felipe Pacheco Carneiro, 29 anos, foram atendidos, medicados e liberados no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Já Jaqueline Fernandes de Souza, atingida na perna, ainda era atendida na noite deste sábado. A troca de tiros ocorreu entre traficantes que disputam o comércio de drogas local.

Além do 16º BPM (Olaria) e do 41º BPM (Irajá), policiais dos batalhões de Operações Especiais (Bope) e de Choque (BPChq) foram chamados para a região.

Um fuzil AK 47 e explosivos foram encontrados nas ruas da favela. Nas redes sociais, moradores da Cidade Alta e proximidades reclamam dos tiros e explosões. “Jesus Cristo!! Quase duas horas de confronto. O que será de nós Senhor. Tenha misericórdia”, escreveu uma moradora. “Nós só queremos paz na nossa comunidade”, pediu uma jovem.

Fonte: O Dia

Sobre o autor

Site da Segurança

Informação para sua proteção!

Comente

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.