Opinião do Especialista

Direção Defensiva (Gerson Souza Borges)

Publicado por Gerson Borges

No mundo da proteção pessoal de executivos e da segurança pessoal de
autoridades, uma das mais importantes habilidades que uma pessoa desta
área deve possuir, é o conhecimento profundo de direção defensiva e
direção ofensiva. Ah! Por favor esqueçam “direção evasiva”, porque isto
não existe, é coisa de quem não tem um mínimo de conhecimento do que está
falando.

A Direção Defensiva nada mais é do que a atuação normal de trânsito com
segurança para si e para outrem – obediência às leis de trânsito, em que
faixa de rolamento dirigir, dirigir com uma velocidade compatível com a
via etc., e mais – as chamadas manobras evasivas, que são as manobras que
o motorista realiza para evitar um acidente /obstáculo ou para se evadir
de uma ameaça, saindo da área de perigo o mais rápido possível. Tais
manobras normalmente são as frenagem de emergência, slalom de frente e
reverso, turn de 90 frontal e reverso, J turn, bootleg turn e K turn.
Em outras palavras: direção defensiva = direção normal no trânsito +
manobras evasivas.

Por outro lado a Direção Ofensiva é bem diferente, ela é a utilização
controlada do peso, velocidade e potência do seu veículo para que o
motorista possa utiliza-los de forma ativa, ou seja, em uma situação de
ameaça, ele sobe no meio-fio, bate em outro veículo para não ficar
bloqueado e sobe em obstáculos para evitar a ameaça.

Esta é a diferença básica entre a direção defensiva e a direção ofensiva –
uma evita o caos e a outra cria o caos!!

É importante lembrar que tanto para utilizar´se das manobras evasivas na
direção defensiva como das técnicas de direção ofensiva, o motorista deve
ser muito, mas muito bem treinado, pois para isto existem cursos ´com
módulos teóricos – para o motorista saber o porque determinada manobra é
realizada e cursos com módulos práticos, para que motorista possa “sentir”
a reação de um determinado veículo em uma manobra evasiva.

Não nos esqueçamos que dos 31 atentados sofridos pelo ex-presidente da
França Charles De Gaulle, em 28 ocasiões, a atitude, o exaustivo e
contínuo treinamento das técnicas de direção defensiva e ofensiva e o
reflexo de seu motorista o tiraram da zona de perigo.
Bem… nos vemos na próxima.

Sobre o autor

Gerson Borges

Gerson Borges, MSc, CPP, DSE é Capitão-de-Mar-e-Guerra da Reserva do Corpo de Fuzileiros Navais. É mestre em gestão Empresarial pela FGV e coordena cursos e áreas de estudo com a temática de riscos, segurança e crises na Instituição. Foi o executivo responsável pela gestão de riscos e segurança dos grandes eventos da BP/Castrol que foi uma das patrocinadoras da EuroCopa 2012, Jogos Olímpicos de Londres 2012, Copa das Confederações 2013 e Copa do Mundo 2014.
Atualmente é Sócio e diretor de riscos e crises da Plano, uma consultoria-boutique nas áreas de riscos, crises, segurança corporativa etc., assessorando empresas nacionais e transnacionais constantes da EXAME 500. Autor do livro: Sequestros a Liberdade tem Preço, Ed Quartet, negociou sequestros para a libertação de reféns no Brasil e no exterior. Autor de diversos artigos e trabalhos no Brasil e no exterior.
Gerson Borges é CPP pela ASIS e membro de diversas organizações internacionais de riscos, crises, fraude e segurança.

Comente