Dicas Gerais de Segurança

Dicas de segurança para as compras de Natal

Publicado por Site da Segurança

O vai e vem intenso das pessoas nas lojas, um reflexo natural do período do Natal, atrai a atenção de criminosos. Por isso, medidas simples de prevenção, recomendadas pela Polícia Militar de Minas Gerais, devem ser adotadas tanto pelos clientes quanto pelos  lojistas, no intuito de evitar a ação criminosa.

Primeiramente, segundo o chefe da Sala de Imprensa da Polícia Militar, capitão Santiago, a ação começa a partir da desatenção das pessoas. “O infrator está sempre de olho na pessoa distraída com sacolas de compras, bolsas e, principalmente, aquelas que estão falando ao celular”, avisa.

A recomendação é evitar mexer no celular no meio da rua. “Procure um local seguro, como uma lanchonete, por exemplo, para acessar as mensagens, atender ou fazer ligações”, afirma Santiago.

Outra dica é evitar carregar grande quantidade de dinheiro. “É recomendável que as compras sejam feitas com cartões de crédito e débito”, diz o capitão. No caso de perda ou roubo do cartão, o consumidor deve ligar imediatamente para que a central do cartão efetue o bloqueio. Um boletim de ocorrência também pode ser feito.

Outro ponto de alerta, segundo o militar, é o interior do veículo que está estacionado na rua, já que ainda é comum as pessoas deixarem sacolas e bolsas à vista nos bancos do carro.

“Qualquer pertence, bem como como sacolas, bolsas e caixas, por exemplo, devem ser guardados no porta-malas do veículo”, ensina Santiago.  Vale lembrar que o uso do estacionamento pago pode ser mais uma opção para reforçar a segurança, mas os mesmos cuidados devem ser adotados.

Lojistas

O aumento no número de pessoas nas lojas requer igualmente atenção dos lojistas. “Alguns podem aproveitar a situação para realizar diversos crimes”, adverte Santiago.  Criminosos agem quando se menos espera e alguns delitos também são cometidos por mulheres.

Medidas de prevenção podem ser pensadas ainda na configuração da loja, na organização das gôndolas e dos caixas. “Recomendamos que o lojista utilize as gôndolas pequenas para que se possa visualizar a pessoa do outro lado”, orienta o capitão.

Já os caixas devem ficar, de preferência, no fundo da loja, segundo Santiago. “Isso dificulta a fuga dos criminosos, que na verdade buscam a facilidade para cometer o delito”, explica.

O monitoramento por câmeras de circuito interno, alarmes sonoros e gradeamento das vitrines são medidas sempre bem-vindas. O ambiente monitorado por funcionários da loja também pode inibir a prática de crimes.

“É importante que o comerciante esteja atento ao comportamento dos clientes, ou seja, se existe alguma pessoa observando a movimentação da loja”, ressalta o militar.  Em caso suspeito, Santiago recomenda que a PM seja acionada imediatamente para efetuar a abordagem.

Cuidados com as crianças

Durantes as compras, é preciso cuidado também com as crianças, que devem ser mantidas por perto.

“É importante o responsável colocar na criança algum tipo de acessório com identificação. Ela deve ser orientada, em eventual perda dos pais, a procurar o policial militar mais próximo para ajudá-la a encontrar os familiares”, aconselha Santiago.

Segundo o capitão da PM, a segurança foi reforçada com o patrulhamento e o monitoramento nas regiões de compras onde a concentração de pessoas é maior.

No caso de alguém encontrar uma criança perdida, a pessoa deve levá-la até um agente público de segurança. Se o familiar perder uma criança, a recomendação é procurar a delegacia mais próxima.

Mesma recomendação é feita em outros casos de emergência, em que a população deve procurar a unidade policial na região ou ligar para  o 190 da Polícia Militar.

Fonte: Agência Minas

Sobre o autor

Site da Segurança

Informação para sua proteção!

Comente