Segurança Pessoal

Criador do jogo Baleia Azul é preso e será condenado à morte

Publicado por Site da Segurança

Recentemente, um jogo tem feito muitas famílias ficarem aflitas em relação aos seus jovens. O “Baleia Azul” somente na Rússia já teria vitimado mais de cem pessoas. O sucesso do jogo suicida, infelizmente, chegou até o Brasil e as autoridades daqui já fazem algo para tentar deter essa modalidade de crime.

Maldade

O game do mal pode trazer perigos importantes às pessoas, inclusive, levar à morte. Por enquanto, os meios de comunicação apenas alertam para os perigos da modalidade para os adolescentes e seus pais, mas a partir das informações sobre como surgiu o jogo, outros mentores podem ser descobertos.

Jogo do crime

O jogo teria sido criado na Rússia, onde a incidência de mortes por causa dele foi a mais alta do mundo. O homem criador do jogo estaria preso desde o ano de 2015 não apenas pro criar o ‘Baleia Azul’, mas também por se o desenvolvedor de outras brincadeiras que trariam sérios malefícios para a sociedade. A ideia de criar o jogo começou com 50 pessoas. Ele teria colocado todas elas em um grupo de uma rede social e logo a ideia teria se espalhado. O site que noticiou esse caso no Brasil, faz um vídeo narrando como tudo teria começado. O vídeo virou um sucesso e já tem dezenas de milhares de visualizações no YouTube.

Desde o início, o jogo funcionava através da imposição de ideias. Ou seja, alguém mandava os adolescentes cumprirem uma tarefa e, caso eles não aceitassem, acabavam sendo ameaçadas. Aos poucos, no entanto, ele acabou sendo moldado para a realidade de cada local, até ter o primeiro jovem que começou a desenhar coisas em seu corpo com objetos perfurantes. Após desenhar uma baleia e a fotoviralizar, o jogo ficou mundialmente conhecido como ‘Baleia Azul’.

Um dos criadores do jogo de suicídio Baleia Azul afirmou que vê suas vítimas como “lixo biológico”. Preso e em julgamento por incitar o suicídio de 16 garotas, o russo Philipp Budeikin, de 21 anos, confessou os crimes e disse à polícia que estava “limpando a sociedade”.

 

Em seu depoimento à polícia, Budeikin afirmou que cultivou a ideia por muito tempo antes de criar o jogo. “Começou em 2013, quando eu criei a comunidade online. Eu estava pensando nessa ideia há cinco anos. Era necessário distinguir pessoas normais do lixo biológico”.

“Existem pessoas e existem resíduos biológicos – aqueles que não representam nenhum valor para a sociedade. Que causam ou só vão causar danos à sociedade. Eu estava limpando nossa sociedade dessas pessoas”, disse.

Fontes: 

http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2017-05-10/baleia-azul.html

http://juntospelobrasil.com/

Sobre o autor

Site da Segurança

Informação para sua proteção!

Comente